Entrevista: mês de maio é dedicado a Nossa Senhora

  15 de maio de 2017 • 12h42 • Atualizado em 17/05/2017 • 10h59

Nada mais justo que um mês dedicado a ela, mulher que transformou nossas vidas, com sua entrega e seu exemplo. Por meio do ‘sim’ de Nossa Senhora, todo o projeto de salvação do Pai Eterno para a humanidade se tornou possível. O bate-papo do Programa Pai Eterno desta segunda-feira, 15, é com o padre Marcos Rogério de Oliveira, pároco da Paróquia Nossa Senhora da Assunção, em Goiânia (GO).

Talíta Carvalho: Sabemos que Maria foi um exemplo de filha e esposa. Qual é o verdadeiro papel de Nossa Senhora, a Mãe de Deus?

Pe. Marcos Rogério: Quando olhamos para a Imagem de Nossa Senhora, percebemos uma mulher destemida, corajosa, uma mulher que se entrega e que consegue transformar a própria humanidade do Filho de Deus. Então, é essa que vem com o sinal concreto da misericórdia, que vem como sinal concreto de um amor que ultrapassa as barreiras.

Talíta Carvalho: Qual é o papel de Maria na história da salvação?

Pe. Marcos Rogério: Ela tem um papel fundamental na história da salvação. Quando ela recebe o anúncio do anjo, quando é dito que ela vai ser a Mãe do Nosso Senhor, já começamos a perceber que aquela menina simples de Nazaré abre a possibilidade para que experimentemos a graça de Deus. Maria vai dando a oportunidade de vivenciarmos aquilo que é a graça sendo manifestada. “Eis a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a Tua vontade” (Lc 1,38). A história da salvação começa a acontecer na própria humanidade do ser humano.

Talíta Carvalho: Mês de maio, Mês Mariano, tradicionalmente. Por qual motivo foi este o mês escolhido para celebrarmos Maria?

Pe. Marcos Rogério:  Eu acredito que o mês de maio seja um dos meses mais bonitos que nós temos. Mês de contemplar a beleza da natureza e, sobretudo, por ser a época das mães, da aparição de Nossa Senhora de Fátima, em que celebramos 100 anos. Então, por isso é um mês de dedicação a Nossa Senhora, um mês dedicado à Mãe de todas as mães.

Talíta Carvalho: Como o cristão pode vivenciar o Mês Mariano?

Pe. Marcos Rogério: Mês Mariano é mês de Nossa Senhora e nós estamos no Ano Mariano. É tempo de rezar o Santo Terço, é tempo de rezar o ofício de Nossa Senhora. É tempo de aprofundarmos na literatura que fala sobre Maria. É um convite para entrarmos em intimidade com aquela que nos leva até o coração do Filho. Tem que rezar, e muito, neste mês, para experimentar essa graça que vem de Deus.

Talíta Carvalho: Deixe uma mensagem para quem está nos assistindo, e que é devoto de Nossa Senhora.

Pe. Marcos Rogério: Você, que é devoto de Nossa Senhora, viva a experiência do Totus Tuus. Viver a experiência de uma consagração total, de uma entrega. Olhar para Maria e perceber que o único objetivo que Ela tem é de nos levar até o Seu Filho Amado. Aquele que tem uma intimidade profunda com Nossa Senhora sempre vence, porque Nossa Senhora sempre passa à frente.

Veja também:

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Fonte: Afipe

Veja Também