Entrevista de hoje: V Congresso Redentorista de Prevenção às Drogas

  11 de setembro de 2017 • 09h19 • Atualizado em 13/09/2017 • 10h13

No próximo dia 14 tem início o V Congresso Redentorista de Prevenção às Drogas. A programação segue nos dias 15 e 16 com diversas atividades.  Este foi o tema da entrevista exibida no Programa Pai Eterno desta segunda-feira, 11. Quem falou sobre o assunto foi o educador social e coordenador do projeto, João Victor Lopes Rosa, que destacou os objetivos do evento, bem como a importância da família no tratamento. (Assista ao vídeo abaixo)

Talitta Di Martino: Qual é o objetivo deste congresso?

João Victor Lopes: Trabalhamos todos os anos com a prevenção de drogas nos nossos centros sociais, mas sentimos falta de ajudar a comunidade a entender mais sobre esse tema e preparar as pessoas em suas casas para ajudarem quem está com esses problemas na família.

Talitta Di Martino: Este ano o congresso será focado na codependência. O que seria?

João Victor Lopes: Vamos falar um pouco mais sobre a codependência, pois queremos ajudar os familiares, que muitas vezes se tornam dependentes químicos, se tornam vítimas. Ao invés de ajudar os seus familiares no tratamento, eles atrapalham, pois eles não sabem como agir, ou ajudar. Então, neste ano, nossa proposta é ajudar as famílias a entenderem a dependência, o que fazer com o dependente, quais as atitudes tomar para não atrapalhar no tratamento dele, mas sim, ajudar.

Talitta Di Martino: Esta é a quinta vez que este congresso está sendo realizado. Quais são as novidades para este ano?

João Victor Lopes: Estamos em parceria com um grupo de governo e faremos oficinas diversas. Os participantes poderão escolher qual o tema interessa mais e nós teremos uma tarde com oficinas e profissionais capacitados. Também no congresso teremos mesas redondas com a oportunidade da interação do público com palestrantes, pessoas formadas na área e até para sabermos o que a comunidade está precisando, e o que nós podemos fornecer pelo Estado, Igreja, no sentido de tratamento e também pelo lado da religiosidade, que é muito importante.

Talitta Di Martino: A Igreja é mesmo muito importante para a recuperação?

João Victor Lopes: Em vários depoimentos que tivemos no congresso do ano passado, o profissional psicólogo tem grande importância, mas a Igreja tem uma força bem forte para ajudar no tratamento da recuperação.

O Programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 7h45, com reapresentação às 10h45. Você pode acompanhar todas as edições pelo Canal Pai Eterno, no YouTube, e também assistir pelo portal paieterno.com.br, na página do Programa Pai Eterno.

Fonte: Afipe

Veja Também